Yes, girls can skateboard

Finalmente saiu o tão esperado documentário intitulado “Yes, girls can skateboard” com Bianca Antunes, Hellen Santos, Karina Rosa, Litta Luz, Rafaella Ignácio e Tamyris Marini. Estão todas de parabéns! Apertem o play!

Confiram também abaixo algumas perguntas que fizemos à Mariara Freitas, idealizadora do projeto. Esperamos que gostem!

1 – Nos fale um pouco de você (Onde nasceu, onde mora, sua idade, sua formação acadêmica, sua profissão, etc.)
Meu nome é Mariara Freitas, nasci em Lorena – SP, mas fui criada em São José dos Campos. Tenho 20 anos e atualmente moro em São Paulo. Trabalho como modelo e videomaker, e estou cursando o último semestre de Produção Audiovisual.

2 – Anda ou já andou de skate?
Eu andava quando era pequena… Pra criança tudo é mais fácil! (Risos) Até me aventurei nas gravações e depois disso o Samuel tentou me ensinar, mas preciso treinar mais. Eu já sei andar belezinha, mas tenho MUITO o que aprender ainda! (Risos)

3 – Como surgiu a iniciativa do projeto?
O projeto surgiu de última hora. Eu precisava entregar um trabalho na faculdade, que até então seria um documentário sobre a vida de modelo, que acabou não dando certo. Então falei com a Marcela, que é uma amiga minha, e fomos gravar! Depois disso chamei a Hellen, que levou umas amigas. Lancei o teaser desse trabalho no vimeo, e recebi um feedback bacana. Então a Hellen deu a idéia de fazermos a viagem!

4 – Você já conhecia as 6 meninas?
Eu conheço a Hellen há uns seis anos ou mais. A Tamyris e a Bianca eu conheci na gravação pro meu trabalho. As outras eu conheci quando estávamos programando a viagem já!

5 – Como foi a experiência?
Foi incrível! Conheci um outro lado do Vale do Paraíba (nome dado à região que abriga as cidades onde foram gravadas as cenas do documentário). Fomos à uma cachoeira linda e à um Templo Hare Krishna. Ficamos em contato direto com a natureza, e com uma cultura completamente diferente! Além disso, todos nós estávamos com uma energia muito positiva… todo mundo é bem engraçado, principalmente o Samuel e o Vine, então nos divertimos bastante! E a viagem fluiu super bem, ficamos todos amigos.

6 – Foram quantos dias de gravação?
Foi só um fim de semana. Começamos a gravar em São Paulo numa sexta, viajamos no sábado cedo e voltamos domingo à noite!

7 – Qual foi a maior dificuldade?
Acho que nossa maior dificuldade durante a viagem foi com as pistas de Guararema e Jacareí. Elas estavam bem complicadas de andar, todas quebradas e abandonadas. Depois da gravação não voltei aos locais, mas acredito que a situação não tenha mudado. As prefeituras poderiam investir mais nas pistas, e incentivar o esporte. Todos sairiam ganhando.

8 – Pretendem lançar outros vídeos?
Pretendemos sim! Queremos conhecer outros lugares, outras pessoas. Quem sabe convidar outras meninas pra participarem… Talvez no segundo semestre desse ano. Nos aguardem!

Deixe um comentário